Muito rápido! Muito sono! Mais segurança!

Insistindo na importância da ciência na cozinha (sempre disse que meu negócio era exatas e que todos os testes vocacionais que fiz e davam “humanas” estavam errados), tento absorver o máximo que consigo da aula mais rápida de todas.

Rápida por alguns motivos:

  1. a professora é ligada no 220V e fala e raciocina tão rápido que eu compreendo com delay de alguns minutos. “Compreendo”. Se eu tivesse saído do ensino médio esses dias, acho que compreenderia mais rápido ou acharia óbvio como ela acha, mas, na minha época, o colegial só tinha 3 anos;
  2. é tanta matéria e o curso é tão curto que tem que ser assim. Pelo menos eu percebo certa apreensão nela quanto a isso. Parece, realmente, que não vai dar tempo.

Vou ter que estudar por fora. Fato!

Não contente, minha rotina de acordar às 6h ou 7h e ir dormir às 1h30 ou 2h tá me ferrando fisicamente e fazendo com que eu tenha compreensão… comprometida, vamos colocar assim.

Insisto: Vou ter que estudar por fora. Fato!

___________________________

SEGURANÇA JÁ!

"Segurança JÁ! Queremos estudar com tranqüilidade e segurança!" E a polícia tentando dar uma de "turma do deixa disso". Patético!

Não sei ao certo o que houve. Parece que aconteceram um ou alguns seqüestros relâmpagos na saída da faculdade.

Nada mais natural. A faculdade, com a intenção de ser um lugar para a comunidade local, não tem catracas, não tem controle de quem entra e de quem sai. A rua é extremamente escura e, só depois de alguns casos de roubo, é que conseguiram (ou foram atrás de) uma base policial móvel, que fica na porta da faculdade até 22h30. Logo, não adianta nada. Teria que ficar pelo menos até 23h30. A essa hora ainda há alunos na frente do portão esperando ônibus pra irem pra casa (e a faculdade já só na penumbra). Só passam 2 ou 3 linhas a cada 20 minutos.

E quem vai embora de trem? Não espera o ônibus ultra demorado que anda 2 pontos pra chegar na estação Jurubatuba (afinal, já são 23h passadas) e caminham o trecho tenebroso de 10 minutos até lá, com exatamente ninguém ao redor, só um ladrão ou outro de vez em quando. Esses marginais fazem a feira lá quase que diariamente.

Solução (pelo preço que se paga para cursar qualquer coisa lá): DUAS vans fazendo o traslado “gratuitamente”. Faz-se a fila e vai indo e voltando de 20 em 20 pessoas a cada 5 minutos, que é o tempo do trajeto. Basta mostrar a carteirinha da faculdade pra subir. Quando? 1 hora antes de começar até 1 hora depois de terminar cada turno.

Simples, mas tem que investir, né?

Eu acho um bom investimento, Senac.


Abraço,

Zé Rubens

Esse post foi publicado em Formação e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Muito rápido! Muito sono! Mais segurança!

  1. Pâm disse:

    Acho que o colegial ainda tem três anos. O que ganhou um ano a mais foi o ensino fundamental, a 9ª série.

    Adorei a idéia das vans. A região é macabrinha mesmo…

  2. Joaquim Martins disse:

    Conheço o lugar. Uma amiga minha estuda no Senac também, é meio tenso mesmo. O galpão do Padre Marcelo ainda é lá do lado? Toma cuidado também… nunca se sabe, vai que tu é assaltado por uma gangue de coroinhas ginastas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s