Carona, trânsito e um livro vendido durante a aula

Lá estou eu, trabalhando feliz e contente. Do nada, ouço um sotaque de tomateiro goiano:

“Onde fica a seção de gastronomia?”

Era o Alexandre, rapaz que estuda comigo.

“Pô, Zé! Que horas você sai?” 18h20, cravado. “Legal! Tô por aqui. Quer carona?” Calaro! “Então quando sair, me liga.” OK!

É impressionante! O trajeto tinha 10 km. Demoramos exatas 1 hora para chegar lá. Por incrível que pareça, se fosse de trem (como faço todos os dias), teria demorado 40 minutos, no máximo.

São Paulo, teus moradores gostam de sofrer. Todos reclamam (o trânsito realmente é infernal), porém 90% dos carros só levavam uma pessoa dentro.

Obs: depois de chegarmos, eu desci e ele foi procurar vaga pra estacionar. Lá se foram outros quase 20 minutos.

___________________________

Depois de uma primeira aula proveitosa e sem sono, vou lá na lanchonete pegar uma fila e tomar um suco bem ruim (escolha burra minha). No final do intervalo, voltando por um local nunca antes caminhado, deparo-me com isso:

 

"Minha casa" na faculdade

"Minha casa" na faculdade

Conclusão: fui tomado por um impulso e tive que vender um livro na seqüência. (deve ser o chip que tenho no pescoço desde que entrei na livraria)

Ei, professora! Se liga nesse LIVRO. “Bacaninha!” R$16,90. Entrou na promoção hoje. É o MAIS POR MENOS. Ele tá com mais de 50% de desconto (era R$34,90). “Que? Leva a grana e traz um pra mim!”

Vendido!

___________________________

Logo mais tem mais F1. Minha tremedeira vai parar!

 

Abraço,

Zé Rubens

Esse post foi publicado em Formação e marcado , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Carona, trânsito e um livro vendido durante a aula

  1. Martin disse:

    Zé, vai por mim, que já frequentei por mais de dois anos esse campus, à noite, e saindo da livraria às 18h20: se você fosse de trem, levaria NO MÁXIMO 20 minutos dentro do enlatado (porque sim, entrar no trem nesse horário é uma arte kamikaze). depois, mais dez minutos andando, tranquilamente. ou seja, quando muito, meia hora.

    Esqueça o carro! Se você levou uma hora, não estava nos piores dias. ;)

    Abs
    p.s.: não tome os sucos da Casa do Pão de Queijo, também. São os piores e mais caros, ali. rs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s