Provas, reconsiderações e dois eventos fumegantes

Não sei se já comecei algum post assim, mas quem é vivo sempre aparece.

Depois de 30.000 provas cheguei vivo ao outro lado.

No meio disso, muita comida foi feita e, no alto da minha desorganização, poucas fotos. Isso é algo que tenho que mudar, eu sei. O blog não seria porcaria nenhuma sem as fotos. Graças aos colegas, existem fotos sendo postadas no facebook e em outros lugares. Vou passando, recolhendo e deixando-as disponíveis AQUI.

Nessa última semana de aula tivemos os resultados do projeto integrador. Nota 8,0 (voz do cara que anuncia as notas no carnaval). Não tenho muito a dizer, só que o próximo estará pronto em outubro e eu não quero saber de discutir sobre isso. Não estou reclamando da nota. Acho que foi boa perto do trabalho em si, porém não do stress da correria final.

Voltando à matéria prática: prova teórica de habilidades básicas. Todos fizeram em no máximo 15 minutos. No dia seguinte, prova individual prática. Ouço do chef:

Pessoal, palmas pro Zé Rubens! (clap clap clap…)

“Whata heck? Putz… quer ver que confundiu o aniversário de algum dos outros Zés com o meu?” – pensei

Único que tirou 10. (clap clap clap…)

Acho que minha confiança foi parar na tinta da minha prova.

E falando de prova individual prática, eu achei sensacional como ela foi planejada. Top Chef total!!!

Vocês tem uma proteína, dois ou três legumes e um carboidrato. Façam o que quiserem. Apresentem com um método de cocção adequado para cada ingrediente e deixem tudo gostoso!

Eu peguei lombo de porco, abobrinha, beterraba e batata asterix.

O que você, assíduo leitor, faria com isso? Vou dar um espaço pra você pensar. Escreva um comentário com sua idéia e critique a minha.

.

..

….

…..

……

…….

……..

………

……….

É sério! Pense aí!

………..

…………

………….

…………..

……………

…………….

……………..

………………

……………….

………………..

Eu fiz:

  • lombo salteado temperado com sal de ervas e com molho beurré rouge
  • meteoro de batata vermelha recheado com bacon e queijos
  • rolinho de abobrinha grelhada

Bonito, né? hahahah

E super simples.

Pra fazer sal de ervas basta escolher as ervas que mais gosta ou que queira usar, picar tudo MUITO miúdo, misturar com o sal, levar ao fogo numa frigideira para secar e pronto. Não faça em grande quantidade e não use em tudo para que sua comida não fique sempre com o mesmo gosto.

Meteoro = bolinho frito disforme (solução psicológica que nasceu na casa da Flávia em meio a sorrisos senegalescos). Batata vermelha não é o tipo. Só misturei beterraba ao cozimento e na hora de espremer.

Resultado: 8,5

Satisfeitíssimo e sabendo onde estavam os erros. Saboroso, ficou. Acho que apresentei no estilo “pedreiro fino” hahaha.

Carne úmida, fritura seca, abobrinha com boa cor. Molho do lombo poderia ter reduzido mais, bolinho deveria ter outra coisa pra dar liga que não farinha de trigo (talvez queijo na massa e empanamento simples ou de massa de tempurá ou algo assim). Menos azeite na abobrinha.

Curti demais.

Sinto que nesse semestre, que acaba amanhã com um feedback geral da turma e do evento de sábado, aprendi muito. Absurdamente muito. Sinto que sou capaz de cozinhar (ou entender como fazer) qualquer coisa que você colocar na minha frente. Falta prática. Muita prática. Espero corrigir isso logo também.

Sobre o evento. 10 praças. Pelo menos 2 pratos em cada. 115 pessoas. Pouca sobra. Foi um evento simples, bem organizado e muito recompensador de saber que demos conta. Algumas reclamações do nosso lado (melhor que “para” o nosso lado), mas deu tudo certo.

Minha praça ficou responsável pelos filés mignon salteados e legumes gratinados. Deu 90% certo.

Algumas fotos do evento.

http://twitter.com/#!/chefnoforno/status/81454076000346112

Deixo a dica da matéria da qual participei.

http://twitter.com/#!/chefnoforno/status/80842050030927872

Abraço,

Zé Rubens

P.S.: de férias da faculdade depois de amanhã. Vou dar um jeito nisso daqui. Pode cobrar.

P.S.¹: sobre as reconsiderações do título, ainda estou matutando.

P.S.²: pra quem não entendeu, o segundo evento foi a prova prática (¬¬)

Esse post foi publicado em Formação e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Provas, reconsiderações e dois eventos fumegantes

  1. Pingback: Meteoros da Alegria – Dias 2 e 3 | chef no forno

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s