Adeus aos escargots?

O jornalista Michael Steinberger no livro “Adeus aos escargots“, fala dos caminhos percorridos pela cozinha francesa, onde estava e pra onde, possivelmente, irá.

Ele mostra uma certa decadência e perda de foco depois de tantas décadas do início Nouvelle Cuisine e relata que os franceses, do alto de sua auto-confiança/arrogância, esqueceram de que o tempo passa e o novo fica velho, obsoleto e, certamente, será substituído.

Preciso terminar de lê-lo. Muito interessante!

Por que estou falando sobre isso?

Porque, independentemente dos altos e baixos, a base técnica da gastronomia mundial vem da cozinha francesa e todo cozinheiro deve conhecê-la desde sua raiz.

Hoje foi dia de escargot e rã (não lembro o nome dos pratos. Prometo melhorar). Só posso dizer que me surpreendi muito. Foi a primeira vez que comi os dois animais.

Eu sei a dúvida que você tem: qual o sabor do escargot?

A textura é de moela de galinha cozida. Não tem nada a ver com a aparência bizarra que imaginamos – gosmenta, fria e mole. Pra quem gosta, como eu, é um prato cheio. O sabor não é intenso. Não é gorduroso… enfim… valeu a experiência. Assim como quando comi lagosta, eu não perderia meu tempo nem meu dinheiro pedindo um prato com escargot num restaurante. Bom, mas nada demais.

Se comeria de novo? Sim, claro, mas não me conquistou.

Já a rã é o que todos que já comeram falam. Algo entre frango e peixe, sabor e textura. Dá pra comer umas cem perninhas daquelas, fácil!

Além disso, fizemos um pão de especiarias (pain aux épices), sorvete de baunilha e deixamos a carne do boeuf bourguignon marinando.

Tudo isso, no fim das contas, tem um objetivo claro além do conhecimento da cozinha francesa. Precisamos dominar “muito bem dominadas” as técnicas de cocção. Sem isso, o futuro não chega pra quem se envereda por essas bandas.

Por favor, comente e faça perguntas se necessário pois vou escrever sempre no pior momento mental do dia. Com certeza esquecerei de algo no meio do texto. Não deixe passar nada.

Enfim, muita coisa para contar, pouco tempo para escrever. Vou tentar voltar para a pegada das atualizações diárias. Veremos.

Não esqueça de acessar o Chef no Forno no Facebook e Twitter. Curta, siga e receba as informações dos novos posts no e-mail.

Deixo duas fotos de hoje. Até amanhã!

Escargot

Escargot

perna de rã

perna de rã

Abraço,

Zé Rubens

Esse post foi publicado em Formação e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Adeus aos escargots?

  1. Pingback: Os franceses | chef no forno

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s