Como evitar o desperdício?

A correria das aulas práticas, a falta de vendedores na loja e os “bicos” que tenho que fazer de fim de semana pra conseguir me manter no curso estão acabando comigo. Já pensei em desistir de cada uma das etapas citadas.  Tem dia que saio quase meia noite da faculdade porque a finalização é demorada e depende do empenho dos alunos (o correto seria até 22h45). As aulas de música que dou são em horários ingratos (pra quem tem uma rotina como a minha) e fazem com que eu veja menos a minha namorada (que tem trabalhado tanto quanto eu, ultimamente).

Tá foda, mas é o que tem pra hoje e precisa ser assim. Pelo menos por enquanto…

Lamúrias pessoais à parte, trago outra mais importante: deve ter algum jeito de evitar o desperdício de comida do curso.

Não é exclusividade do SENAC, só pra deixar claro. É do curso de gastronomia como um todo. Entendo que a legislação é complicada e, até certo ponto, inadequada. Traz empecilhos proibitivos para a distribuição do “material” (também conhecido por alimento pela maioria). PÔ! Deve ter um jeito. Não sei dizer qual, mas deve ter.

Fala-se tanto de sustentabilidade no mundo e esse tipo de desperdício não é sustentável. Sei lá! De repente, obrigar todas as instituições que oferecem esse tipo de curso – ou qualquer outro curso em que haja desperdício de comida – a comprar créditos de carbono ou a cultivar seus próprios materiais ou a realizar doações para projetos sociais ou mesmo a manter um.

Não quero ter que continuar levando peças de salmão assadas, rosas, suculentas e perfeitas para o consumo, suficientes para alimentar com fartura uma família de cinco pessoas, para o depósito refrigerado de lixo orgânico da faculdade…

Sabia que esse seria um dos maiores problemas pra mim. É complicado isso…

___________________________

Cai do céu, Megasena!

Abraço,

Zé Rubens

(calma, o glossário e a seção de livros já estão saindo!!!)

Esse post foi publicado em Formação e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Como evitar o desperdício?

  1. Michelle disse:

    Zé, eu concordo inteiramente com vc quanto ao disperdício…
    Estamos jogando tanta comida fora que dói no coração, e isso porque ainda não estamos produzindo nada muito suculento e apetitoso… imagina jogar file mignon enquanto tem tantas pessoas passando fome…

    uma instituição como o SENAC que se diz sustentável e preocupada com o meio ambiente deveria se envergonhar desse disperdício…

    Triste ter que fazer parte disso e não poder fazer absolutamente nada…

  2. Dani Doneida disse:

    Zéééé.. desde o primeiro dia isso me revolta…!! começando pelo papel q usamos adoidado! questionei o breno a respeito, e depois de mto pensar, respondeu q era reciclado, mas eu duvido… e depois veio as comidas… nossaaa odeio jogar comida fora, eu como td q ta no meu prato para nao ter q jogar, vai ver ate por isso q estou com alguns quilinhos a mais kkkk..

    enfim vamos pensar e tentar achar uma soluçao!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s